A Parada Geral (PG) da Veracel, indústria que atua na região da Costa do Descobrimento (BA), realizada de 24 de novembro a 4 dezembro deste ano, conquistou o feito de ter sido a maior PG da história da companhia. A Parada de 2021 foi a maior em termos de investimentos em projetos, renovação e implantação de novas tecnologias, além de ter tido o maior número de contratações já registrado na história das Paradas Gerais da companhia, que atua na região há 30 anos.

A Parada Geral (PG) da Veracel, indústria que atua na região da Costa do Descobrimento (BA), realizada de 24 de novembro a 4 dezembro deste ano, conquistou o feito de ter sido a maior PG da história da companhia. A Parada de 2021 foi a maior em termos de investimentos em projetos, renovação e implantação de novas tecnologias, além de ter tido o maior número de contratações já registrado na história das Paradas Gerais da companhia, que atua na região há 30 anos. Neste ano, a PG gerou mais de 2,6 mil empregos, sendo que cerca de 600 vagas foram preenchidas por trabalhadores da região do Sul da Bahia, o que equivale ao dobro do efetivo local contratado na edição de 2020. A Parada é uma ação de manutenção preventiva periódica e obrigatória para as indústrias e tem como foco a segurança dos processos produtivos e, principalmente, das pessoas.

“Foi a maior Parada Geral de nossa história em termos de projetos de engenharia implementados, tendo em vista que, além da manutenção dos equipamentos, pudemos também implementar mais de quarenta novas melhorias tecnológicas importantes para a nossa operação e que sem dúvida trarão muito mais eficiência e competitividade à nossa produção”, destaca Ari Medeiros, diretor industrial da Veracel. “Além disso, mesmo tendo sido a Parada que envolveu mais pessoas, todo o processo foi realizado de forma bastante segura e sem qualquer acidente com afastamento. Nosso monitoramento registrou mais de mil notificações de condição segura, observadas pelos próprios colaboradores, uma marca extremamente positiva para uma Parada de 11 dias seguidos e que mostra o quanto o planejamento da PG 21 foi muito bem realizado e nos ajudou muito a alcançar esses resultados”, complementa o diretor.

Como toda Parada Geral industrial, o processo da Veracel para a PG deste ano envolveu três fases: Planejamento, Execução e Repartida. A primeira etapa foi desenvolvida pela companhia durante 15 meses, para que o período de Execução pudesse ser aproveitado da melhor forma e em conformidade com todas as medidas de prevenção contra a Covid-19. Rigorosos protocolos de mitigação de riscos foram aplicados para garantir a saúde dos funcionários envolvidos e dos moradores da região. “Aprendemos muito na PG de 2020 e, na edição deste ano, renovamos as medidas de segurança que já tínhamos aplicado no ano passado, para que todas as ações pudessem ser realizadas de maneira altamente segura para todos, começando com o cuidado com os nossos trabalhadores”, ressalta ainda Ari Medeiros.

Entre outras iniciativas realizadas, a PG 2021 contou com locais de descanso cobertos; normas e recursos de distanciamento social; distribuição de marmitas para os trabalhadores; e distribuição equilibrada do pessoal hospedado nas cidades de Eunápolis, Belmonte, Porto Seguro, Santa Cruz Cabrália, Itagimirim e Itapebi. Restaurantes, hotéis e pousadas foram novamente importantes parceiros no processo de recepção dos participantes, e a Veracel instituiu rondas diárias para garantir que todas as medidas sanitárias estivessem sendo cumpridas de acordo com os protocolos de segurança definidos pelas autoridades de saúde.

Após o término oficial da PG 2021, realizado no último sábado (4), a companhia agora se encontra na etapa de Repartida, retomando paulatinamente a operação regular da fábrica, com tecnologias e aprimoramentos já implementados na operação.

Sobre o contingente de pessoas contratadas durante a Parada Geral de 2021, a companhia registrou seu maior número e Ari Medeiros comenta que, além das vagas diretas, também foram gerados muitos empregos indiretos: “Contamos com boa parte dos contratados nas cidades vizinhas da fábrica, mas observamos, na prática, o quanto a PG aquece a economia da região quando vemos a movimentação dos hotéis, a contratação de funcionários extras para reforçar o atendimento de estabelecimentos como restaurantes, ou quando observamos a movimentação dos táxis e a quantidade de aluguéis de carros registrados durante o período da PG”, ressalta. “A cada PG, a Veracel amplia ainda mais sua contribuição com a região e aquece a economia local, além de criar novas oportunidades para que mais pessoas adquiram experiência nas atividades e descubram novos ofícios”, finaliza Medeiros.

Turbogerador com capacidade ampliada

O turbogerador da fábrica, responsável pela geração de energia da empresa, segue em manutenção por mais alguns dias, em razão de sua alta complexidade e em conformidade com as recomendações de seu fabricante. A previsão é de que a partir da segunda quinzena de dezembro o equipamento volte a operar com 100% da capacidade. Além disso, devido às melhorias implementadas, a companhia voltou a gerar 120 MW de energia. A fábrica da empresa consome 70 MW na produção de celulose, e outros 30 MW abastecem a empresa Nouryon, que fornece químicos para a Veracel e está instalada na mesma planta. O restante é exportado como energia limpa.

Fonte: Veracel Celulose

+55 67 99227-8719
contato@maisfloresta.com.br

Copyright 2021 Mais Floresta ©  Todos os direitos Reservados