Dos 20 jovens selecionados para o curso de Operador de Processo de Produção, por meio do Programa Formare, 60% são mulheres, o que reforça o compromisso da companhia com a promoção da diversidade e igualdade de gênero no mercado de trabalho.

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, iniciou em novembro a primeira turma do Programa Formare em Três Lagoas (MS), iniciativa da empresa voltada para a qualificação profissional de jovens em situação de vulnerabilidade social para o mercado de trabalho.

Desenvolvido pelo programa Voluntariar da Suzano em parceria com a Fundação Iochpe, o Formare já capacitou, de 2005 até o momento, mais de 690 jovens nas unidades de São Paulo, Maranhão e Bahia. Deste total, 66% estão inseridos no mercado de trabalho. Além disso, 67% (466 jovens) continuaram estudando após a conclusão da formação.

“Os resultados obtidos pelo Formare são surpreendentes. Por isso, é com grande satisfação que damos início à esta, que é a primeira turma do programa em Três Lagoas (MS). Para nós da Suzano, investir no jovem hoje é garantir o desenvolvimento social que acreditamos ser possível: com menos desigualdades sociais, mais equidade e igualdade de oportunidades e um ambiente de trabalho mais diverso”, destaca Eduardo Ferraz, gerente Executivo Industrial da Suzano em Três Lagoas.

Das 20 vagas ofertadas para a primeira turma do curso de Operador de Processo de Produção na unidade, 60% foram ocupadas por mulheres e 60% por pessoas negras, o que reforça o compromisso da companhia com a promoção da diversidade no mercado de trabalho. “Estamos percebendo um movimento muito positivo com o aumento considerável na participação de mulheres no Formare. Assim como ocorreu em Três Lagoas, elas são a maioria em outras turmas do programa, alinhando a iniciativa às metas de longo prazo da companhia. Mais do que isso, mostra que estamos conseguimos levar nossos valores e conectar pessoas que inspiram e transformam para atuar em prol de uma sociedade mais justa”, completa Elisabete Flores Pagliusi, coordenadora de Voluntariado e Projetos de Formação da Suzano.

Entre as metas de longo prazo da companhia, estão as de alcançar 30% de mulheres e 30% de pessoas negras em cargos de liderança, além da criação de ambientes 100% inclusivos para pessoas LGBTI+ e PCDs (Pessoas com Deficiência) nas unidades da empresa até 2025.

Para a aluna, Fernanda Santos Moraes da Silva, 19 anos, as expectativas com o curso são altas. “Tenho grandes e imensuráveis expectativas. Apesar do nervosismo inicial, senti muita confiança e acolhimento nesses primeiros dias. Amei conhecer a fábrica, ouvir sobre a trajetória de todos os colaboradores e colaboradoras que se disponibilizaram a tirar um pouco do seu tempo para nos passar conhecimento. Um projeto incrível”, disse.

O mesmo sentimento é compartilhado pelo jovem Natanael Joabe, 19 anos. “Minha expectativa em relação ao curso está sendo muito positiva, pois com ele terei a oportunidade de conhecer o passo a passo industrial e absorver muito conhecimento”, comenta.

Programa Formare

A iniciativa, que já era realizada nos municípios de Suzano (SP), Imperatriz (MA) e Mucuri (BA) e teve ampliação, este ano, também para Aracruz (ES) e Três Lagoas, tornando a Suzano uma das empresas com maior número de Escolas Formares no Brasil. Entre os benefícios oferecidos pelo programa, estão a capacitação profissional gratuita com carga horária média de 1.200 horas, uniforme, material escolar e seguro de vida.

A formação terá duração de dez meses, com a finalidade de proporcionar maior oportunidade de aprendizado e preparação para o mercado de trabalho.

Além das disciplinas técnicas e operacionais, há aulas de Relacionamento, Cidadania e Comunicação, contribuindo para um desenvolvimento completo. Os jovens também têm a oportunidade de vivenciar nos ambientes da empresa aspectos importantes de relacionamento e postura profissional, atuando com diversas áreas e pessoas, com a finalidade de fortalecer atitudes comportamentais para formação de um cidadão e profissional de sucesso.

As aulas, que durante o período de pandemia serão realizadas excepcionalmente em formato virtual, são ministradas por colaboradores e colaboradoras da Suzano voluntários/as, capacitados/as pela Fundação Iochpe.  Neste grupo, está Arcides Martins Neto, analista de Facilities da Suzano e voluntário do programa.

“Para mim, o Formare é um gerador de significado no trabalho, a cada aula, cada turma diferente, me sinto energizado, mais feliz, com sentimento de propósito. Ter essa oportunidade, dentro da Suzano, é sensacional. Todos nós podemos ser voluntários em qualquer lugar, basta querer, mas quando a empresa encurta esse caminho, o processo é totalmente prazeroso. Aprendo muito em cada aula, em cada troca de experiência com os alunos. Com o Formare, a Suzano se conectou ainda mais com minha vontade de compartilhar e aprender. Sou muito grato por isso.”

Programa Voluntariar 

O Programa Voluntariar da Suzano tem mais de 20 anos de atuação com o objetivo de estreitar o relacionamento da companhia com as comunidades próximas, estimulando colaboradores, prestadores de serviço, familiares e parceiros a realizar ações voluntárias.  Por meio do Voluntariar, a companhia visa fortalecer o protagonismo social e gerando uma mudança positiva na sociedade, trabalhando de forma colaborativa pela educação, sustentabilidade, diversidade e inclusão.

Em 2021, até o momento, o Programa Voluntariar contou com a participação de 1.623 colaboradores/as voluntários/as, que disponibilizaram mais de 5,5 mil horas voluntárias em ações que beneficiaram mais de três mil pessoas. Entre essas iniciativas, voltadas principalmente para a educação e preparação para o mercado de trabalho, estão: Girl for It- Meu Primeiro Site, Gente que Transforma – ENEM, Contribuindo para o Futuro, Formare e JA Startup e Fundo Juntos Somos Mais.

Neste ano, voluntários/as da Suzano arrecadaram mais de R$ 123 mil em doações por meio da iniciativa Fundo Juntos Somos Mais, que visa destinar recursos para instituições sociais impactadas pela pandemia de Covid-19. Foram mais de 840 doações voluntárias feitas por colaboradores e colaboradoras da empresa. O recurso resultou na doação de mais de 650 cestas básicas e atendeu a instituições de seis regiões do País, onde a empresa mantém operações.

Além disso, a Suzano lançou o Guia Remoto de Voluntariado  (www.suzanocontraocoronavirus.com.br https://bit.ly/3sMroEE) para inspirar público interno e externo no exercício da  solidariedade e cidadania, mesmo de maneira on-line.

Sobre a Suzano

A Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 97 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Fonte: Suzano

+55 67 99227-8719
contato@maisfloresta.com.br

Copyright 2021 Mais Floresta ©  Todos os direitos Reservados