ONU estabeleceu 20 de maio como Dia da Abelha. Indústria de base florestal apoia mais de 2.000 apicultores e 70 cooperativas no país

As Nações Unidas (ONU) estabeleceram a data de 20 de maio como o Dia Mundial da Abelha, um marco para que a sociedade entenda a importância de proteger este importante elo de uma rica biodiversidade. Fundamentais para o ecossistema e para a sobrevivência humana, as abelhas são responsáveis pela polinização de 90% das flores silvestres e 75% das plantações de alimentos, de acordo com a FAO/ONU.

Ciente da essencialidade dessas espécies para o futuro saudável do planeta e da relevância da atividade para a geração de renda de diversas comunidades, o setor de árvores cultivadas vem há décadas contribuindo para o cuidado e desenvolvimento das abelhas, por meio de parceria e apoio à apicultura.

Os principais cultivos para fins industriais, como eucalipto e pinus, não dependem diretamente da polinização, mas a relação da indústria de base florestal com a atividade é estreita. De acordo com o Caderno de Biodiversidade do Setor de Árvores Cultivadas, 87% das empresas possuem parcerias com apicultores e/ou cooperativas, chegando a aproximadamente 1,36 milhão de hectare disponibilizado pelas empresas florestais como pasto apícola, incluindo áreas de plantio e de conservação. Nestas áreas, distribuídas nas cinco regiões do Brasil, são criadas abelhas africanas (Apis mellifera), além de abelhas nativas como jataí, mandaçaia e uruçú-amarela.

Os benefícios das abelhas ultrapassam os limites dos atributos ambientais e beneficiam socialmente diversas regiões. Participam de programas de parcerias e projetos cerca de 2.120 apicultores e 70 cooperativas, que totalizam uma produção de 1,6 tonelada de mel por ano. Além do mel, a atividade dá origem a produtos como pólen, própolis, cera, cosméticos, geleia real, bebidas, entre outros. Além disso, a presença das abelhas é essencial para a produção de várias culturas agrícolas presentes nas proximidades.

Deste modo, o setor de árvores cultivadas contribui para o desenvolvimento de comunidades vizinhas, gerando empregos e diversificando renda. Estas e outras informações sobre a biodiversidade presentes nas áreas na indústria de base florestal podem ser encontradas no Caderno de Biodiversidade do Setor de Árvores Cultivadas.

SOBRE A IBÁ

A Indústria Brasileira de Árvores (Ibá) é a associação responsável pela representação institucional da cadeia produtiva de árvores plantadas, do campo à indústria, junto a seus principais públicos de interesse. Lançada em abril de 2014, representa 48 empresas e 10 entidades estaduais de produtos originários do cultivo de árvores plantadas – painéis de madeira, pisos laminados, celulose, papel, florestas energéticas e biomassa -, além dos produtores independentes de árvores plantadas e investidores institucionais.

Site: https://iba.org/

Instagram: https://www.instagram.com/iba_oficial/

Facebook: https://web.facebook.com/industriabrasileiradearvores

Fonte: Ibá

+55 67 99227-8719
contato@maisfloresta.com.br

Copyright 2021 Mais Floresta ©  Todos os direitos Reservados