Na semana em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, a Suzano comemora o aumento nas contratações de mulheres em Mato Grosso do Sul; Somente em 2021, 239 colaboradoras passaram a fazer parte do time da companhia

Na semana em que se comemora o Dia Internacional da Mulher (8 de março), a Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, celebra o aumento de mulheres atuando na Unidade de Três Lagoas (MS). Somente em 2021, 239 mulheres ingressaram nos setores industrial e florestal da companhia, o equivalente a 25% do total de contratações realizadas no período. O resultado vem ao encontro da meta de promoção da igualdade de gênero da companhia, que prevê a inserção de 30% de mulheres em posição de liderança até 2025.

“Aos poucos, o mercado de trabalho vem se moldando, abrindo mais espaço para as mulheres, e a Suzano se orgulha de estar na vanguarda dessa mudança. Ao se tornar porta de entrada para novas profissionais, sem distinção de gênero, sexo, idade, etnia ou orientação sexual, a companhia reforça seu compromisso com a construção de uma sociedade mais justa e igualitária. Para isso, a empresa tem investido em programas de qualificação voltados para o ingresso de mulheres no setor florestal e industrial.  Além disso, a empresa também trabalha para garantir um ambiente de trabalho cada vez mais plural. Queremos mostrar que os setores florestal e da indústria de celulose também são lugar de mulher”, ressalta Angela Aparecida dos Santos, gerente de Gente e Gestão da Unidade Três Lagoas da Suzano.  

Luciane Amparo, 43 anos, é um dos exemplos de onde a mulher pode chegar quando há equidade nas oportunidades. Com 25 anos de atuação na área de Segurança do Trabalho, ela ingressou na Suzano em 2019. No ano seguinte, foi promovida e passou a ser a primeira mulher à frente da gestão da equipe de Segurança do Trabalho na Unidade de Três Lagoas. O pioneirismo se repetiu no ano passado, quando assumiu o posto de Gerente Regional de Segurança do Trabalho de toda a Regional Sul (que inclui, além de MS, as unidades da Suzano no interior de SP). A jornada para chegar até onde está, recorda, não foi fácil. Porém, vê grandes avanços para a igualdade de gênero no mercado de trabalho.

“Iniciei na área de segurança há 25 anos. Nessa época, a área era completamente masculina. Tive muitas dificuldades. O preconceito, no início, foi muito forte. Mas, não me arrependo. Me fortaleceu. Por isso, é tão importante que tenhamos oportunidade para todos e todas e que o respeito seja nosso maior direcionador. Hoje em dia, houve uma evolução grande e já temos muitas mulheres trabalhando na área. Na Suzano, vejo a evolução quanto as oportunidades para mulheres em todos os níveis. Temos um caminho longo pela frente, mas estamos na rota certa. Tenho muito orgulho em fazer parte dessa transformação”, ressalta Luciane.

Siméia Alves Pereira, 43 anos, também vem quebrando estereótipos. Ela participou dos programas de qualificação da Suzano, em dezembro de 2020, e, hoje, comemora seis meses de atuação na companhia como Operadora de Colheita. “Para mim, estar à frente de uma máquina de colheita é um sonho realizado. Já estou acostumada com maquinários agrícolas e florestais, mas de colheita é a primeira vez.  Eu mesma já perdi oportunidades de emprego no passado por ser mulher. E uma empresa como a Suzano, que abre as portas para todas as pessoas sem qualquer diferença, vê o funcionário e a funcionária como eles são. Aqui, na Suzano, não tem divisão entre mulheres ou homens, a empresa abraça a todos e todas com carinho. Ela busca a capacidade de cada um. E isso nós temos”, completa Siméia.

PROGRAMA PLURAL

A política de igualdade de gênero e promoção da diversidade da Suzano foi um dos fatores que mais chamou a atenção de Laura Timóteo, 28 anos, Consultora de Utilidades – Águas e Efluente da Unidade de Três Lagoas. Ela ingressou na Suzano em 2019, por meio do Programa de Trainee Jovens Engenheiros da Suzano e, um ano e meio depois, foi promovida a consultora na área de águas e efluentes. “A promoção da diversidade e igualdade de gênero foi uma das coisas que me encantou quando conheci a Suzano. Assim que entrei, ainda na ambientação, conheci o Programa Plural da empresa e vi quantas ações eram feitas e a seriedade com que o tema é tratado pela empresa. É algo pessoalmente importante e que vem ao encontro do meu propósito, que é de influenciar mulheres a ingressarem na ciência e em áreas da indústria que são, comumente, mais ocupadas por homens”, explica Laura.

O Programa Plural é um movimento orgânico formado por colaboradoras e colaboradores que atuam, voluntariamente, como embaixadores na promoção da diversidade e a igualdade dentro e fora da Suzano. A iniciativa nasceu em 2016 e, responsável por mudanças significativas em todas as unidades da empresa, foi ampliada em 2018 e institucionalizada em 2019, como estratégia de Sustentabilidade, Diversidade e Inclusão da Suzano. Para a Consultora de Utilidades, a inciativa já está trazendo bons resultados.

Sobre a Suzano

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Fonte: Suzano

+55 67 99227-8719
contato@maisfloresta.com.br

Copyright 2021 Mais Floresta ©  Todos os direitos Reservados