Ação no metrô de BH vai promover troca gratuita de livros entre passageiros

Projeto Circule Um Livro vai ocorrer entre os dias 26 e 30 de junho em cinco estações. Objetivo é incentivar a leitura e mostrar a sustentabilidade do papel como matéria-prima.

A Associação Mineira da Indústria Florestal (AMIF) e o Metrô de Belo Horizonte vão realizar a primeira edição do projeto #CirculeUmLivro na capital mineira. A ação vai ocorrer entre os dias 26 e 30 de junho em cinco estações do metrô: Central, El Dourado, Lagoinha, São Gabriel e Vilarinho. A campanha já ocorre há dois anos no metrô de São Paulo e foi idealizada pela Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), que está apoiando a realização da edição mineira.

O objetivo do projeto é incentivar a leitura e a troca de livros entre passageiros. Em cada uma das estações participantes haverá totens em formato de árvores equipados com cestas para a retirada e doação de livros. O projeto também vai mostrar que a indústria florestal, responsável pela produção de papel, atua com responsabilidade ambiental na no plantio de florestas renováveis e sustentáveis.

No total, mais de 1.500 livros de diferentes gêneros estarão inicialmente disponíveis para circulação nas estações de metrô. De acordo com as empresas organizadoras do projeto, a expectativa é que o número de livros fique ainda maior a partir do engajamento e das doações de usuários do transporte público.

Segundo a presidente da AMIF, Adriana Maugeri, o Projeto #CirculeUmLivro, que já é um sucesso no metrô de São Paulo e foi realizado também em Curitiba neste ano, agora chega a Belo Horizonte para criar um espaço de estímulo à leitura e à economia circular entre os passageiros do metrô da capital mineira.

“Para nós, profissionais do setor florestal de Minas Gerais, é muito importante incentivar a leitura a partir de livros impressos porque o papel é sustentável. Em Minas, e no Brasil, todo papel produzido vem exclusivamente de árvores que são plantadas, colhidas e replantadas para este fim. Além de atuar contra o desmatamento, o setor florestal é a resposta para um futuro cada vez mais verde, limpo e ecologicamente renovável. Por isso, podemos ler tranquilos em livros impressos, pois o papel é sustentável”, afirma Adriana Maugeri.

O papel

Presente em livros, cadernos, envelopes, embalagens, canudos, copos, itens de higiene e em mais uma série de outros produtos do dia a dia, o papel é um material totalmente biodegradável e reciclável, o que contribui para a preservação do meio ambiente e da biodiversidade.

Além disso, de acordo com o Relatório Anual Back-to-School, do Instituto Paper and Packaging Board, ler em papel colabora com mais absorção de conhecimento, em comparação com a leitura feita em telas. O estudo foi realizado por meio de entrevistas com alunos, pais e educadores.

A indústria florestal mineira

Minas Gerais é o estado que possui a maior área com florestas plantadas do Brasil. No total, são 2.3 milhões de hectares, quase o dobro do estado de São Paulo, que ocupa a segunda posição com 1.2 milhão de hectares. Os plantios florestais em Minas estão espalhados por 803 municípios, o que representa mais de 90% do território do estado.

Além das áreas plantadas, o setor florestal mineiro conserva 1.3 milhão de hectares de árvores nativas. No total, são 3.6 milhões de hectares de árvores em solo mineiro sob os cuidados do setor florestal.

Fonte: IBÁ

Se inscrever
Notificar de
guest

1 Comentário
Mais antigo
O mais novo
Feedbacks
Ver todos os comentários
Agência W3S
Agência W3S
7 meses atrás

Muito bacana este conteúdo.

ÚLTIMAS NOVIDADES

+55 67 99227-8719
contato@maisfloresta.com.br

Copyright 2023 - Mais Floresta © Todos os direitos Reservados
Desenvolvimento: Agência W3S